Se livrar das dívidas: Como sair do sufoco em alguns passos simples

Quando se trata de se livrar das dívidas, não existe uma fórmula mágica que funcione para todos. Se você não teve um controle financeiro recentemente e acabou nessa situação, saiba que não está sozinho.

Se você faz parte desse grupo, a boa notícia é que você pode sair rapidamente dessa situação difícil. Por outro lado, não são notícias muito boas que exijam esforço e disciplina.

Porém, entenda que isso será maravilhoso para você no longo prazo, pois além da sua recuperação financeira, você poderá realizar seus sonhos e viver com mais tranquilidade.

A seguir, mostraremos como se livrar das dívidas muito antes que você possa imaginar. Confira alguns passos simples que certamente o ajudarão a atingir esse grande objetivo.

Coloque todas as dívidas no papel e tente renegociá-las

Liste tudo o que está vencido: contas de apartamentos, cartões de crédito, taxas, débitos, recibos de pagamento, etc.

Para cada item da lista, insira o valor do pagamento mensal, a taxa de juros e o valor total devido. Esta parte pode ser considerada enfadonha, mas é importante que você saia do débito.

Atenção! Se você deseja facilitar este processo e menos durante este processo, recomendo que utilize um aplicativo ou uma planilha de controle financeiro.

A renegociação também é necessária para melhorar sua vida financeira. Não tenha medo, converse com as pessoas que você deve e tente renegociar suas dívidas.

Quando pensamos no processo, entenda que, assim como você, bancos e instituições financeiras têm um desejo comum: que a dívida seja paga.

Embora a analogia não seja tão simples quanto parece, não é interessante ter clientes inadimplentes, pois isso gera perdas.

Se possível, tente quitar o mais rápido possível e pague o mínimo de juros possível.

Faça um orçamento familiar e fortaleça o hábito de anotar tudo que entra e sai

Pessoas bem-sucedidas têm controle efetivo sobre suas finanças pessoais. Eles sabem exatamente quanto ganham (receita) e quanto gastam (despesas). Portanto, você precisa ter um orçamento para a casa.

Aqui, novamente, a principal dica é que você está usando o aplicativo ou planilha de controle financeiro. São muito úteis para o registro de despesas diárias, principalmente pela comodidade de ter um celular sempre à mão.

Veja, sem saber quanto você gasta por dia, é muito difícil saber quando você vai pagar suas dívidas. Embora possa parecer complicado no início, tudo é uma questão de hábito.

Garantimos que a tarefa se tornará mais fácil e intuitiva com o tempo. Você verá o poder de tomar notas e provavelmente nunca mais vai querer viver sem exercícios regulares.

Defina uma meta de economia 

É muito importante definir uma meta em qualquer atividade. Não é diferente com as finanças pessoais, você precisa definir uma meta de quanto você precisa economizar por mês para quitar dívidas.

Uma meta bem definida torna a vida mais fácil para nós, porque quando a alcançamos antes do planejado, sabemos que fizemos um bom trabalho.

Por outro lado, se nos afastarmos, sabemos que temos que nos esforçar mais.

Se você não se dá muito bem com seus objetivos e sente que sempre encontrou uma boa desculpa para não alcançá-los, aqui estão algumas maneiras de torná-los mais eficazes:

  • Seja o mais específico possível;
  • Definir metas mensuráveis;
  • Trabalhe com algo que seja alcançável;
  • Você precisa definir um horário de término para medir seu progresso;
  • Deve ser importante para você e suas finanças.

Pense nisso enquanto desenvolve seus objetivos! Você pode vê-los com muito mais inteligência e estratégia.

Pague primeiro as dívidas com juros mais altos

Dívidas com taxas de juros mais altas devem ter total preferência. Afinal, eles estão colocando você cada vez mais em dívida.

Portanto, faça uma lista de suas dívidas e analise as mais valiosas para tentar resolvê-las primeiro.

Idealmente, você deve classificar suas dívidas para que a visualização e a ação sejam mais fáceis.

Corte novas dívidas e elimine gastos desnecessários

Dessa forma, não contraia novas dívidas, a menos que precise desesperadamente delas. Também classifique suas despesas orçadas em 3 categorias:

  • Necessárias (comida, água, luz, aluguel, taxas escolares, seguro médico, etc.);
  • Desejável (academia, viagens, etc.);
  • Desnecessários (restaurantes, TV a cabo, cinema, etc.).

Em seguida, decida quais dessas despesas você pode eliminar. Comece com coisas que não são totalmente necessárias em sua vida.

Você tem que desistir do luxo para atingir seu objetivo: livrar-se das dívidas. Então, você pode adquirir gradualmente os serviços que abriu mão para alcançar seu objetivo.

Negocie e sempre possível compre à vista

Nunca feche uma negociação sem negociar os preços dos produtos ou serviços que deseja adquirir.

É sugerido que você sempre tente negociar um método de pagamento, pois ao negociar quantitativamente você pode gastar mais do que deseja.

Outra dica importante é comprar sempre à vista. Desta forma, você pode solicitar um desconto adicional, pois não utilizará a máquina de cartão de crédito do vendedor. Isso vai economizar taxas para ele e você!

Conclusão sobre como se livrar das dívidas

Dependendo do tamanho da sua dívida, pode não ser fácil ou rápido saldar todas as suas dívidas. Alcançar essa façanha exigirá disciplina e planejamento.

No entanto, saiba que é perfeitamente possível encerrar todas as dívidas e alcançar a paz financeira em ainda menos tempo do que você pensa.

O primeiro passo é controlar suas finanças com dedicação e responsabilidade.